rss feed

É sancionada Lei de Ana Lúcia que torna amendoim cozido patrimônio sergipano

Ligado TPL_WARP_PUBLISH . Publicado em Projetos

Agora é Lei! O amendoim cozido, alimento típico do nosso Estado, passou a ser reconhecido oficialmente como patrimônio imaterial de Sergipe, por meio da Lei 7.682/2013, de autoria da deputada estadual Ana Lúcia (PT).

A nova Lei contempla tanto a preservação de um bem cultural típico e exclusivo do nosso Estado, como também reforça a importância do produto para o comércio local. Atualmente, Sergipe possui mais de 5 mil vendedores autônomos de amendoim verde cozido, que diariamente produzem e comercializam cerca de 84 toneladas do alimento. Isso faz com que Sergipe seja exportador do produto para outros Estados, como Bahia e São Paulo.

“Ao dar visibilidade a um alimento que é único da cultura sergipana, a Lei 7.682 ajuda a manter viva nossa memória e nossa cultura. É importante a população conhecer e descobrir a origem deste alimento, tão consumido no Estado, pois, ao conhecer as singularidades da sua cultura, o sergipano se reconhece e valoriza seu patrimônio imaterial”, afirma a autora da Lei, deputada estadual Ana Lúcia (PT).

Sergipanidade

O amendoim verde cozido não é apenas um alimento típico do nosso estado.  A forma que ele é produzido e consumido em Sergipe é única em todo o mundo: cozido em água, sal e limão.

Esta maneira de consumi-lo foi descoberta por acaso. O amendoim já era produzido em Sergipe, cozido em salmoura e mantido no próprio caldo. Um dia, um produtor decidiu adicionar limões no momento do cozimento, com o intuito de conservar o alimento. Ao verificar que o resultado não era esperado e acreditando que teria prejuízos decorrentes do “erro”, o produtor deixou o amendoim escorrendo numa peneira. Ao prová-lo, depois de seco, ele percebeu que havia descoberto uma nova forma de cozinhar o amendoim.