Ana Lúcia reforça convocação das centrais sindicais para a greve geral

Escrito por Débora Melo Ligado TPL_WARP_PUBLISH . Publicado em Notícias

“Os trabalhadores do Brasil, a população empregada e desempregada, os estudantes e a juventude estão construindo uma Greve Geral para a próxima sexta-feira, diante da reforma da previdência e, principalmente da reforma trabalhista”, declarou Ana Lúcia na tribuna da ALESE, reforçando a convocação das centrais sindicais para a greve e a resistência dos trabalhadores que estarão nas ruas, nas portas das fábricas, no chão da escola nesta sexta-feira.

No discurso, Ana Lúcia rechaçou a reforma trabalhista proposta pelo governo golpista de Michel Temer. Ela explica que se for aprovada a reforma, cada patrão e cada gestor público poderá chamar individualmente o trabalhador e negociar jornada de trabalho, férias, pagamento de décimo terceiro, entre outros direitos. Tudo o que as mulheres conquistaram na relação trabalhista vamos perder com esta reforma”, informando que as mulheres serão as mais prejudicadas.

Ela também saudou o professor de Sociologia do IFS, Anderson Rocha, que trouxe os estudantes do primeiro ano para conhecer a Casa Legislativa e entender seu funcionamento.