Encontro do MCP debate soberania popular

Escrito por Débora Melo Ligado TPL_WARP_PUBLISH . Publicado em Notícias

A deputada estadual Ana Lúcia participou, na manhã desta quarta-feira, do Seminário Nacional do Movimento Camponês Popular. Apoiadora história dos movimentos do campo, a parlamentar é coordenadora da Frente Parlamentar Mista de Meio Ambiente, segurança Alimentar, comunidades tradicionais e povos de terreiro da Assembleia Legislativa de Sergipe.

A programação do encontro foi aberta, na manhã desta quarta-feira, com um ato político, realizado pela Frente Sergipana Brasil Popular em defesa da soberania nacional.

Após parabenizar o MCP pela organização do evento, Ana Lúcia destacou a importância da temática escolhida pelos pequenos produtores para o ato e para permear os debates do encontro.

"A soberania passa pela nossa autonomia e pelos nossos direitos, que estão sendo usurpados. Nossas riquezas, nossos minérios estão sendo entregues ao capital internacional; a maior riqueza deste país, que é o pré-sal, está sendo entregue ao capital norteamericano; todos os minérios e nossa água, o Golpista Temer está querendo privatizar", lamentou a deputada, ao apontar a necessidade de que os movimentos sociais do campo e da cidade permaneçam na resistência.

Ana Lúcia destacou ainda que, apesar de a ALESE ter aprovado a Lei 8.167, que garante o resgate e a conservação das sementes crioulas, não há nenhum recurso previsto no orçamento do Estado para esta pauta. "Precisamos de apoio para convencer o Governo do Estado a enviar uma emenda colocando o fortalecimento da semente crioula e da agroecologia para a ALESE aprovar", apontou Ana Lúcia.

A lei, elaborada pelos produtores rurais e apresentada pela deputada estadual Ana Lúcia na ALESE, tem como objetivo elaborar mecanismos legais para a implementação de uma política de sementes para Sergipe através de ações do Governo Estadual que garantam recursos para a proteção de sementes de variedades locais, que são mantidas por famílias camponesas.